Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3342-2237 R 550 ou 551;
facebook: LabSis Ufrn

quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Novos tremores na dorsal meso-oceânica em 24/09/2020

     Hoje, 24/09, ocorreram dois novos tremores na dorsal meso-oceânica. O primeiro evento, de magnitude 5.7, ocorreu às 00:27 UTC. O segundo evento, de magnitude 4.8, ocorreu às 01:01 UTC a 27 km a W do primeiro. O evento de magnitude 5.7 ocorreu a aproximadamente  982 km a NNW de Ascensão, a 1.185 km a ESE de São Pedro e São Paulo (portanto, fora do limite das 200 milhas ou 370 km da Zona Econômica Exclusiva),  a 1.575 km a ENE de Fernando de Noronha,  a 1.925 km a ENE de Natal, a 1.980 km a ENE de Recife e a 2.235 km a ENE de Fortaleza.
     O mapa de localização epicentral do evento de magnitude 5.7 está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. A estrela vermelha mostra o epicentro. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR). 

       O registro dos eventos na estação RCBR está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma (parcial) de RCBR do dia 24/09 UTC. O evento de magnitude 5.7 está em vermelho na parte superior do sismograma. O evento de magnitude 4.8 está em azul na parte superior do sismograma.

      Embora a magnitude não seja muito grande, eventos na dorsal sempre levantam a questão que  sempre se coloca é se o tremor não pode provocar um tsunami. Para que isso ocorra, de forma perceptível, teríamos de ter magnitude acima de 7.5 e o movimento na falha sísmica tem que ser do tipo reverso ou normal, o que causaria um levantamento ou afundamento brusco do soalho oceânico. No caso do evento o movimento da falha sísmica é do tipo transcorrente, um tipo de movimento em que há somente deslizamento  horizontal de um lado da falha em relação ao outro. O mecanismo focal, obtido a partir do tensor de momento sísmico, está mostrado na Figura 3.

Figura 3. Mecanismo focal do sismo.

Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Atividade sísmica em Caruaru continua em 23/09/2020

     A atividade sísmica em Caruaru continua.  Hoje mesmo, dia 23/09, às 05:31 UTC (02:31, hora local ocorreu um novo tremor de magnitude acima de 2.0, desta vez de magnitude preliminar 2.1. Outros eventos menores também foram registrados hoje.
     O registro desse evento na estação de Caruaru (NBCA) está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Sismograma (parcial) do dia 23/09 UTC da estação NBCA. O evento está em amarelo após as 05:31. Outros eventos menores podem ser vistos no sismograma.

    Um histograma mostrando o número de sismos por dia desde o dia 01/08 até o dia 22/09 está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Histograma da atividade sísmica em Caruaru de 01/08 a 22/09 (parcial).

     Como sempre dizemos, em situações como essa, não é possível saber como a atual atividade sísmica em Caruaru vai evoluir. De qualquer forma vamos continuar monitorando e repassando os resultados para as autoridades, em particular a Defesa Civil, os meios de comunicação e a população em geral.

Fonte: LabSis/UFRN, RSBR, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Aderson do Nascimento, Marconi Oliveira, Flauber Costa, André Tavares, Rômulo Brito, Marcos Pinto

sábado, 19 de setembro de 2020

Tremor sentido em Chaval-CE em 19/09/2020

     Hoje, 19/09, às 09:06 UTC (06:06, hora local) ocorreu um tremor de magnitude preliminar 2.7 . Segundo informações colhidas, esse evento foi sentido em Chaval-CE sendo que algumas pessoas relataram que ouviram um barulho parecido como um trovão forte ou de uma bomba jogada nas pedras. Outras pessoas sentiram o barulho e um tremor fraco.
     Esse evento foi registrado por diversas  estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN.
      O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Morrinhos (NBMO).

         O registro do evento na estação NBMO está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma parcial de NBMO do dia 19/09. O evento está em azul após as 09:06 UTC.


Fonte: LabSis/UFRN, RSBR, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Aderson do Nascimento, Marconi Oliveira, Flauber Costa, André Tavares, Rômulo Brito, Marcos Pinto

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Novo forte tremor na dorsal próximo a São Pedro e São Paulo em 18/09/2020

     Hoje, 18/09, às 21:43 UTC ocorreu um novo forte tremor próximo a São Pedro e São Paulo, desta vez de magnitude 6.9.  Um forte tremor , de magnitude 6.5, já havia ocorrido na região no dia 30/08.
   O epicentro do evento foi localizado a aproximadamente  282 km a E de São Pedro e São Paulo (portanto, dentro do limite das 200 milhas ou 370 km da Zona Econômica Exclusiva),  a 816 km a NE de Fernando de Noronha, a  1.184 km a NE de São Miguel do Gostoso,  a 1.193 km a NE de Natal, a 1.338 km a NNE de Recife e a 1.405 km a ENE de Fortaleza.
    Dada a magnitude e proximidade de São Pedro e São Paulo, embora não tenhamos informações até o momento, esse tremor certamente foi sentido pelo pessoal da base de pesquisa em São Pedro e São Paulo. 
      O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 1.
     

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho representa a estação de Riachuelo (RCBR).

     Esse evento foi registrado pelas diversas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR). A estação mais próxima do epicentro é a estação de Riachuelo, da rede global GSN, operada pelo LabSis/UFRN. O registro do evento em RCBR está mostrado na Figura 2.

Figura 1. Sismograma parcial do dia 18/09/2020 da estação RCBR. O registro do evento pode ser visto em amarelo e verde após as 21:46 UTC.

      Dada a magnitude do evento é de se esperar que novas réplicas venham a ocorrer nas próximas horas, ou mesmo dias.
        Para eventos dessa magnitude uma questão que  sempre se coloca é se o tremor não pode provocar um tsunami. Para que isso ocorra, de forma perceptível, teríamos de ter magnitude acima de 7.5 e o movimento na falha sísmica tem que ser do tipo reverso ou normal, o que causaria um levantamento ou afundamento brusco do soalho oceânico. No caso do evento o movimento da falha sísmica é do tipo transcorrente, um tipo de movimento em que há somente deslizamento  horizontal de um lado da falha em relação ao outro. O mecanismo focal, obtido a partir do tensor de momento sísmico, está mostrado na Figura 3.


Figura 3. Mecanismo focal do sismo.

Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Novos tremores sentidos na região de Canhoba-SE em 17/09/2020

      Hoje, 17/09, ocorreram dois tremores na região de Canhoba. O primeiro evento ocorreu às 04:15 UTC (01:15, hora local), de magnitude preliminar 1.3. Esse evento foi sentido na forma de estrondo em Canhoba mas não há relatos que tenha sido sentido em Amparo do São Francisco e São Brás.
     O segundo evento, de magnitude preliminar 1.8, ocorreu às 13:43 UTC (10:43, hora local) e foi sentido o estrondo e tremeu em Canhoba e só foi ouvido o estrondo em São Brás. Esse sismo foi registrado por diversas  estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN.
     O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. A estrela vermelha indica o epicentro preliminar do evento. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Canhoba (LSCN). Em destaque, as áreas dos municípios da região.

     O registro do evento de magnitude 1.8 em LSCN está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Registro do evento em LSCN.

     A atividade sísmica na região de Canhoba tem sido melhor acompanhada após a instalação da estação de Canhoba (LSCN). Dessa forma, foi possível constatar a ocorrência de um grande número de eventos registrados, em sua maioria, constituídos por micro-tremores, que só são registrados instrumentalmente mas não são sentidos pela população.
      Um histograma mostrando a atividade sísmica registrada por LSCN está mostrado na Figura 3.

Figura 3. Histograma da atividade sísmica na região de Canhoba registrada por LSCN de 11 a 17/09/2020 (parcial).

     Como sempre dizemos em situações semelhantes, não é possível prever como a atual atividade sísmica vai evoluir, ou seja, se a atividade vai diminuir e desaparecer ou, ao contrário, vai aumentar, com a ocorrência de tremores de magnitude maior que os até agora observados.

Fonte: LabSis/UFRN, RSBR, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Aderson do Nascimento, Marconi Oliveira, Flauber Costa, André Tavares, Rômulo Brito, Marcos Pinto

Novo tremor na dorsal meso-oceânica em 17/09/2020

      Hoje, 17/09, às 03:00 UTC ocorreu um novo tremor na dorsal, desta vez de magnitude 5.7. Esse evento  foi registrado por diversas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) sendo a estação mais próxima a de Morrinhos-CE (NBMO), operada pelo LabSis/UFRN.
     
O evento teve o epicentro localizado a aproximadamente  1.152 km a NW de São Pedro e São Paulo (portanto, fora do limite das 200 milhas ou 370 km da Zona Econômica Exclusiva), a 1.251 km a NNE de Acaraú,  a 1.310 km a N de Fortaleza, a 1.412 km a NNW de Fernando de Noronha,  a 1.423 km a NNE de São Luís e  a 1.540 km a NNW de Natal.
     O registro do evento na estação NBMO está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Sismograma parcial do dia 17/09. O evento está em azul na parte superior do sismograma.


          O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 2.


Figura 2. Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pela estrela vermelha. O triângulo azul mostra a localização da estação NBMO.


Fonte: LabSis/UFRN, USGS, RSBR
Joaquim Ferreira

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Atividade sísmica continua em Caruaru-PE em 14/09/2020

     A atividade sísmica em Caruaru continua. Hoje, 14/09, tivemos diverso eventos registrados e sentidos na cidade. O evento de maior magnitude ocorreu às 10:51 UTC (07:51, hora local) e teve magnitude preliminar 1.8. 
     Esse sismo foi registrado por diversas  estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN. O registro desse evento, e outros em NBCA está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Sismograma (parcial) do dia 14/09. Podem-se ver vários eventos, o maior, em vermelho, após as 10:51 UTC.

         Para variar, voltamos a dizer que não é possível prever como essa atividade vai evoluir.

Fonte: LabSis/UFRN, RSBR, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Aderson do Nascimento, Marconi Oliveira, Flauber Costa, André Tavares, Rômulo Brito, Marcos Pinto

sábado, 12 de setembro de 2020

Novo tremor em Pedra Preta - RN em 11/09/2020 (hora local)

      Ontem, 11/09, às 23:29 (hora local; 02:29 do dia 12/09 UTC) ocorreu um novo tremor em Pedra Preta desta vez de magnitude preliminar 2.4. Esse evento, segundo informações de Rodrigo Melo, da Prefeitura de Pedra Preta, foi bastante forte, tremeu mesmo. O sismo foi registrado por diversas  estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN.
      O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pela estrela vermelha. Em destaque, a área do município de Pedra Preta.

     O registro desse evento na estação de Pedro Velho (NBPV) está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Registro do evento em NBPV.

     Como se vê, a atividade sísmica em Pedra Preta continua. Desde dezembro de 2010 vem ocorrendo tremores nessa região, às vezes em sequências com muitos tremores, às vezes em sequências com poucos tremores ou até mesmo só com a ocorrência de tremores isolados.
     Como sempre afirmamos, em situações como essa, não é possível prever como a sismicidade vai evoluir. No entanto, sempre estaremos acompanhando, avisando a Defesa Civil sobre o fenômeno e divulgando para a população em geral.

Fonte: LabSis/UFRN, RSBR, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Aderson do Nascimento, Marconi Oliveira, Flauber Costa, André Tavares, Rômulo Brito, Marcos Pinto

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Atividade sísmica continua em Caruaru em 10 e 11/09/2020

      Ontem (10/09), e hoje (11/09), a atividade sísmica em Caruaru continuou. O evento de maior magnitude de ontem ocorreu às 06:29 UTC (03:29, hora local) e teve magnitude preliminar 1.6, sendo sentido em Caruaru. A atividade continuou e tivemos novos tremores hoje sendo o maior, até às 06:27 UTC (03:27, hora local), um evento de magnitude preliminar 1.7 que ocorreu às 05:29 UTC (02:29, hora local). Esses eventos foram registrados por diversas  estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN. 
      O histograma mostrando o número de eventos registrados em NBCA desde o dia 01/08 até às 21:05 UTC do dia 10/09. Embora o número de eventos registrados ultrapasse de 100, só uma pequena parcela é sentida pela população sendo a maioria dos eventos constituída por microtremores que são registrados pela estação devido a sua alta sensibilidade.
     

Figura 1. Histograma da atividade sísmica em Caruaru. Eventos registrados entre 01/08 e 10/09 (até 21:05 UTC).

    

     Os registros dos maiores eventos, em NBCA, de ontem e de hoje (até as 03:27, hora local) estão mostrados nas Figuras 2 e 3.

Figura 2. Sismograma do dia 10/09 (parcial) de NBCA. O evento de magnitude 1.6 está em verde do lado direito do sismograma.


Figura 3. Sismograma com partes dos dias 10 e 11/09. O sismo de magnitude 1.7 é o maior à direita.

    Hoje, 11/09, a equipe do LabSis/UFRN, formada pelos técnicos Eduardo Menezes e Marconi Oliveira, estará em Caruaru para a manutenção da estação NBCA e contatos com a Defesa Civil, os meios de comunicação e a população em geral.

Fonte: LabSis/UFRN, RSBR, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Aderson do Nascimento, Marconi Oliveira, Flauber Costa, André Tavares, Guilherme Sampaio, Marcos Pinto

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Intensa atividade sísmica em Caruaru continua em 09/09/2020

     Agora há pouco, às 13:36 UTC (10:36 hora local) um tremor de terra mais forte ocorreu em Caruaru, desta vez de magnitude preliminar 2.5. Esse evento foi sentido pela população e registrados por diversas  estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN. 
      O registro do evento na estação NBCA está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Sismograma (parcial) do dia 09/09. O último evento aparece abaixo, em amarelo.

     Como dissemos anteriormente, é impossível saber como a atual atividade sísmica vai evoluir, ou seja, se essa atividade vai continuar com vários sismos sentidos ou se, de repente, tudo cesse, por uns tempos.

Fonte: LabSis/UFRN, RSBR, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Aderson do Nascimento, Marconi Oliveira, Flauber Costa, André Tavares, Guilherme Sampaio, Marcos Pinto