Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3342-2237 R 550 ou 551;
facebook: LabSis Ufrn

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Novos tremores na dorsal meso-oceânica em 02 e 08/11/2020

        Nos dias 02 e 08/11 voltaram a ocorrer novos tremores na dorsal meso-oceânica. 
     O primeiro evento, de magnitude 4.8, ocorreu no dia 02/11 às 05:01 UTC e o epicentro foi localizado a aproximadamente 1.276 km a NNE de Carutapera,  a 1.327 km a NNE de São Luís, a 1.370 km a NNW de Fortaleza, a 1.460 km a WNW de São Pedro e São Paulo (portanto, fora do limite das 200 milhas ou 370 km da Zona Econômica Exclusiva), a 1.460 km a NNE de Belém, a 1.545 km a NE de Macapá, a 1.621 km a NW de Fernando de Noronha e a 1.680 km a NNW de Natal. 
     O segundo evento, de magnitude 5.1, ocorreu no dia 08/11 às 06:31 UTC e o epicentro foi localizado a aproximadamente  a 128 km a E de São Pedro e São Paulo (portanto, dentro do limite das 200 milhas ou 370 km da Zona Econômica Exclusiva),  a 708 km a NE de Fernando de Noronha,  a 1.068 km a NE de São Miguel do Gostoso, a 1.080 km a NE de Natal, a 1.245 km a NNE de Recife e a 1.265 km a ENE de Fortaleza.
     
Esses eventos foram bem registrados por diversas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pelo LabSis/UFRN.
     O mapa de localização epicentral desses eventos está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. 
O epicentro do dia 02/11 está representado pela estrela amarela. O epicentro do dia 08/11 está representado pela estrela vermelha. O triângulo azul mostra a localização da estação de Morrinhos (NBMO). O triângulo vermelho mostra a localização da estação de Riachuelo (RCBR).
 
     O registro do evento do dia 02/11 em NBMO está mostrado na Figura 2.


Figura 2. Sismograma (parcial) do dia 02/11 da estação NBMO. O registro do evento está em azul após as 05:03 UTC.

     O registro do evento do dia 08/11 em RCBR está mostrado na Figura 3.


Figura 3. Sismograma do dia 08/11 da estação RCBR. O registro do evento está em vermelho após as 06:33 UTC.


Fonte: LabSis/UFRN,  USGS, RSBR
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Marconi Oliveira

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Novos tremores na dorsal meso-oceânica em 27 e 30/10/2020

     No dia 27/10 e hoje, 30/10, dois novos tremores ocorreram na dorsal meso-oceânica. 
    O primeiro evento, de magnitude 4.6, ocorreu às 20:51 UTC do dia 27/10. O epicentro do sismo foi localizado a aproximadamente  1.100 km a NW de São Pedro e São Paulo (portanto, fora do limite das 200 milhas ou 370 km da Zona Econômica Exclusiva), a 1.221 km a NNE de Acaraú,  a 1.271 km a N de Fortaleza, a 1.346 km a ENE de Fernando de Noronha,   a 1.395 km a NE de São Luís e 1.925 km a NNW de Natal.
     O segundo evento, de magnitude 5.9, ocorreu às 08:38 UTC do dia 30/10. O epicentro desse tremor foi localizado a aproximadamente  1.173 km a NE de Oiapoque, a 1.435 km a NNE de Macapá,  a 1.438 km a NNE de Belém,  a 1.442 km a N de São Luís e a 1.668 km a NNW de Fortaleza.
   Esses eventos foram registrados por diversas estações 
da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR)  operadas pelo LabSis/UFRN.
      O mapa da localização epicentral dos eventos está mostrado na Figura 1. 

Figura 1. Mapa de localização epicentral. A estrela amarela está representando o epicentro do evento do dia 27/10. A estrela vermelha mostra o epicentro do evento do dia 30/10. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR).

     O registro do sismo do dia 30/10 em RCBR está mostrado na Figura 2.


Figura 2. Sismograma 24 horas de RCBR. O registro do evento está na parte inferior do sismograma após as 08:40 UTC.


Fonte: LabSis/UFRN, USGS,RSBR
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Novo tremor na dorsal meso-oceânica em 20/10/2020

     No dia 20/10, às 14:01 UTC, ocorreu um novo tremor na dorsal, desta vez de magnitude 4.9. Esse evento foi registrado por diversas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) sendo a estação mais próxima a de Morrinhos-CE (NBMO), operada pelo LabSis/UFRN. 
     O sismo teve o epicentro localizado a aproximadamente  1.031 km a NW de São Pedro e São Paulo (portanto, fora do limite das 200 milhas ou 370 km da Zona Econômica Exclusiva), a 1.125 km a NNE de Acaraú, 
a 1.262 km a NNE de Fortaleza, a 1.305 km a NNW de Fernando de Noronha, a 1.430 km a NNE de São Luís e 1.460 km a N de Natal.
     O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 1.

Figura 1Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pela estrela vermelha. O triângulo azul mostra a localização da estação NBMO.

     O registro do evento na estação NBMO está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma de NBMO do dia 20/10 UTC. O evento pode ser visto, em verde, após as 14:03 UTC.

Fonte: LabSis/UFRN,  RSBR
Joaquim Ferreira

sábado, 17 de outubro de 2020

Novo tremor na dorsal meso-oceânica em 17/10/2020

     Hoje, 17/10, às 08:44 UTC, ocorreu um novo tremor na dorsal que foi bem registrado por diversas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) sendo a estação mais próxima a de Morrinhos-CE (NBMO), operada pelo LabSis/UFRN. A magnitude preliminar foi determinada em 4.8.
     Esse evento até o momento não consta dos boletins do USGS nem do EMSC sendo que às vezes essas agências demoram mais de 15 dias para colocar eventos da dorsal na lista.
     O evento teve o epicentro localizado a aproximadamente  880 km a NW de São Pedro e São Paulo (portanto, fora do limite das 200 milhas ou 370 km da Zona Econômica Exclusiva), a 1.170 km a NNE de Acaraú,  a 1.180 km a NNW de Fernando de Noronha, a 1.180 km a NNE de Fortaleza, 1.345 km a N de Natal e a 1.410 km a NE de São Luís. 
     O registro do evento na estação NBMO está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Sismograma (parcial) de NBMO do dia 17/10 UTC. O evento pode ser visto, em vermelho, após as 08:47 UTC.


     O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pela estrela vermelha. O triângulo azul mostra a localização da estação NBMO.

Fonte: LabSis/UFRN,  RSBR
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes

sexta-feira, 16 de outubro de 2020

Novo tremor na dorsal meso-oceânica em 16/10/2020

    Hoje, 16/10, às 00:08 UTC, ocorreu um novo tremor na dorsal, desta vez de magnitude 5.0.  Esse sismo  foi registrado por diversas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) sendo a estação mais próxima a de Morrinhos-CE (NBMO), operada pelo LabSis/UFRN.
     O evento teve o epicentro localizado a aproximadamente  1.235 km a NW de São Pedro e São Paulo (portanto, fora do limite das 200 milhas ou 370 km da Zona Econômica Exclusiva), a 1.246 km a N de Acaraú,  a 1.316 km a N de Fortaleza, a 1.370 km a NNE de São Luís , a 1.455 km a NNW de Fernando de Noronha e  a 1.560 km a NNW de Natal.
     O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho mostra a localização da estação NBMO.

     O registro do evento na estação NBMO está mostrado na Figura 2.


Figura 2. Sismograma parcial do dia 16/10, de NBMO. O evento está em verde na parte superior do sismograma.


Fonte
: LabSis/UFRN, USGS, RSBR
Joaquim Ferreira

terça-feira, 13 de outubro de 2020

Novos tremores em Pedra Preta-RN em 13/10/2020

     Hoje, 13/10, foram registrados diversos tremores em Pedra Preta. O maior tremor, de magnitude 1.8, ocorreu às 07:01 UTC (04:01, hora local) e foi sentido em Pedra Preta, segundo informações do Sr. Magno, professor, e também radialista na Rádio Itaúna, em Pedra Preta.
     O maior evento foi registrado por diversas  estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN.
      O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está simbolizado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR). Em destaque, a área do município de Pedra Preta.

     O registro dos eventos na estação RCBR está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma (parcial) do dia 13/10/2020. São visíveis 5 eventos. O maior, de magnitude 1.8 está registrado em azul após as 07:01 UTC.

     Como sempre afirmamos em tais circunstâncias é impossível prever como a atual atividade sísmica em Pedra Preta vai evoluir. O LabSis vai continuar na sua função de monitorar os eventos e repassar as informações para as autoridades, em especial, a Defesa Civil, para os meios de comunicação e para o público em geral.

Fonte: LabSis/UFRN, RSBR, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Aderson do Nascimento, Marconi Oliveira, Flauber Costa, André Tavares, Rômulo Brito, Marcos Pinto

terça-feira, 29 de setembro de 2020

Novo tremor em Camocim-CE em 28/09/2020 (hora local)

     No dia 28/09, às 23:28 (hora local; 02:28 do dia 29/09 UTC) ocorreu um novo tremor em Camocim, desta vez de magnitude 2.0. Esse evento foi foi registrado por diversas  estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN.
      O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 1. 

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pelo símbolo amarelo. O triângulo amarelo mostra a localização da estação de Morrinhos (NBMO).

     O registro desse evento pela estação de Morrinhos (NBMO) está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Registro do evento em NBMO.

Fonte: LabSis/UFRN, RSBR, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Aderson do Nascimento, Marconi Oliveira, Flauber Costa, André Tavares, Rômulo Brito, Marcos Pinto

sábado, 26 de setembro de 2020

Novos tremores em Pedra Preta-RN em 26/09/2020

    Hoje, 26/09, novos tremores voltaram a ocorrer em Pedra Preta. O primeiro evento, de magnitude preliminar 1.8, ocorreu às 04:59 UTC (01:59, hora local). O segundo evento, de magnitude preliminar 2.1 ocorreu às 06:03 UTC (03:03, hora local).
     Esse evento foi sentido pela população de Pedra Preta e foi registrado por diversas  estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN.
      O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR). Em destaque, a área do município de Pedra Preta.

     O registro desses eventos na estação RCBR está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma (parcial) do dia 26/09 UTC. O primeiro evento começa em vermelho após as 04:59 e segue em azul na linha seguinte. O segundo evento, de magnitude 2.1, está em verde, após as 06:03 UTC.

     Como sempre afirmamos em tais circunstâncias é impossível prever como a atual atividade sísmica em Pedra Preta vai evoluir. O LabSis vai continuar na sua função de monitorar os eventos e repassar as informações para as autoridades, em especial, a Defesa Civil, para os meios de comunicação e para o público em geral.

Fonte: LabSis/UFRN, RSBR, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Aderson do Nascimento, Marconi Oliveira, Flauber Costa, André Tavares, Rômulo Brito, Marcos Pinto

quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Novos tremores na dorsal meso-oceânica em 24/09/2020

     Hoje, 24/09, ocorreram dois novos tremores na dorsal meso-oceânica. O primeiro evento, de magnitude 5.7, ocorreu às 00:27 UTC. O segundo evento, de magnitude 4.8, ocorreu às 01:01 UTC a 27 km a W do primeiro. O evento de magnitude 5.7 ocorreu a aproximadamente  982 km a NNW de Ascensão, a 1.185 km a ESE de São Pedro e São Paulo (portanto, fora do limite das 200 milhas ou 370 km da Zona Econômica Exclusiva),  a 1.575 km a ENE de Fernando de Noronha,  a 1.925 km a ENE de Natal, a 1.980 km a ENE de Recife e a 2.235 km a ENE de Fortaleza.
     O mapa de localização epicentral do evento de magnitude 5.7 está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. A estrela vermelha mostra o epicentro. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR). 

       O registro dos eventos na estação RCBR está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma (parcial) de RCBR do dia 24/09 UTC. O evento de magnitude 5.7 está em vermelho na parte superior do sismograma. O evento de magnitude 4.8 está em azul na parte superior do sismograma.

      Embora a magnitude não seja muito grande, eventos na dorsal sempre levantam a questão que  sempre se coloca é se o tremor não pode provocar um tsunami. Para que isso ocorra, de forma perceptível, teríamos de ter magnitude acima de 7.5 e o movimento na falha sísmica tem que ser do tipo reverso ou normal, o que causaria um levantamento ou afundamento brusco do soalho oceânico. No caso do evento o movimento da falha sísmica é do tipo transcorrente, um tipo de movimento em que há somente deslizamento  horizontal de um lado da falha em relação ao outro. O mecanismo focal, obtido a partir do tensor de momento sísmico, está mostrado na Figura 3.

Figura 3. Mecanismo focal do sismo.

Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Atividade sísmica em Caruaru continua em 23/09/2020

     A atividade sísmica em Caruaru continua.  Hoje mesmo, dia 23/09, às 05:31 UTC (02:31, hora local ocorreu um novo tremor de magnitude acima de 2.0, desta vez de magnitude preliminar 2.1. Outros eventos menores também foram registrados hoje.
     O registro desse evento na estação de Caruaru (NBCA) está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Sismograma (parcial) do dia 23/09 UTC da estação NBCA. O evento está em amarelo após as 05:31. Outros eventos menores podem ser vistos no sismograma.

    Um histograma mostrando o número de sismos por dia desde o dia 01/08 até o dia 22/09 está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Histograma da atividade sísmica em Caruaru de 01/08 a 22/09 (parcial).

     Como sempre dizemos, em situações como essa, não é possível saber como a atual atividade sísmica em Caruaru vai evoluir. De qualquer forma vamos continuar monitorando e repassando os resultados para as autoridades, em particular a Defesa Civil, os meios de comunicação e a população em geral.

Fonte: LabSis/UFRN, RSBR, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Aderson do Nascimento, Marconi Oliveira, Flauber Costa, André Tavares, Rômulo Brito, Marcos Pinto