Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Sismicidade na região de João Câmara.

    João Câmara, e municípios vizinhos, é uma área conhecida como de intensa atividade sísmica. No mapa da Figura 1 são mostrados os epicentros dos sismos de magnitude acima de 3.5 já ocorridos nessa região. Eventos de magnitude acima de 4.0 ocorreram nos municípios de João Câmara, Pureza, Poço Branco, Taipu e Parazinho.
    No momento a atividade sísmica está concentrada no município de João Câmara mas não está descartada a possibilidade dessa atividade migrar para outras áreas ao longo da Falha de Samambaia. Em 1986 a atividade inicial estava na região de Lagoa Rachada (município de Poço Branco), onde ocorreram os primeiros eventos de magnitude acima de 4.0, migrando postreriormente para sudoeste, ao longo da Falha de Samambaia, para a região do Matão do Tomás (conforme o mapa do IBGE, João Câmara), onde veio a ocorrer o tremor de magnitude 5.1.
    Desde o dia 24 até hoje, às 11:50 (h. local) não ocorreu nenhum evento de magnitude acima de 2.0 e  a equipe do LabSis/UFRN (Eduardo Alexandre de Menezes, Regina Pinheiro Spinelli e Neymar Pereira da Costa) está na região instalando mais 6 estações de período curto.

Figura 1. Sismos de magnitude maior ou igual a 3.5 na região de João Câmara, dados históricos (Touros e Riachuelo) e instrumentais. São indicadas as magnitudes e epicentros dos dois maiores tremores da Falha de Samambaia bem como de outros eventos de magnitude acima de 4.0 ocorridos na região. Mapa elaborado por Heleno Carlos de Lima Neto.

Fonte: LabSis/UFRN

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Instalação de estações na região de João Câmara.

    Inicialmente, antes do dia 12/10, estavam em operação, na região de João Câmara, as estações RCBR e TPLS, cuja localização é mostrada na Figura 1, abaixo. Nos dias 24 e 25/10 foram instaladas mais 3 estações, sendo uma estação de período curto (JCSH) e dois acelerógrafos (ACMT e ACJC), conforme localização mostrada na Figura 1. A estação de período curto pertence ao Pool de Equipamentos Geofísicos do Brasil (PEGBr - ON/Petrobras) e os acelerógrafos à Rede Sismográfica do Nordeste do Brasil (RSISNE - UFRN/Petrobras). O financiamento para a campanha está sendo feito pelo INCT de Estudos Tectônicos, coordenado pelo Dr. Reinhardt Fuck, do qual o LabSis/UFRN faz parte.
     A partir de amanhã estarão sendo instaladas mais seis estações sismográficas de período curto visando cercar adequadamente a área epicentral. Os primeiros registros da estação ACMT mostraram que o foco dos sismos ocorridos no dia 24/10, estão entre 2 e 3 km dessa estação.

Figura 1. Mapa mostrando a região de João Câmara, o epicentro do sismo de 12/10, a falha de Samambaia e as estações em operação. Elaborado por Heleno Carlos de Lima Neto.

    A atividade sísmica ocorre na Falha de Samambaia, estimada em 48 km de extensão máxima, que corta os municípios de Pureza, Poço Branco, João Câmara e Bento Fernandes, sendo a maior falha ativa conhecida no Brasil. Dada a extensão da mesma, é possível que a atividade, que atualmente está próxima a João Câmara, possa migrar para outros locais ao longo da falha, como aconteceu no período 1986-1993. O local da presente atividade provavelmente está muito próximo do epicentro do sismo de magnitude 5.1, que  ocorreu em 30 de novembro de 1986.

Fonte: LabSis/UFRN; RCBR (UFRN/USGS); INCT-ET; RSISNE

Errata.

    Na  mensagem anterior tem um erro de data tanto no cabeçalho quanto na lista de sismos. O correto, no cabeçalho, é 24/10/2011. A tabela correta com os sismos segue abaixo. Nela também foi cometido o mesmo erro de data. A tabela também será substituída na mensagem anterior.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Novos tremores em João Câmara - 25/10/2011

    A atividade sísmica continua em João Câmara, conforme vem sendo divulgado pelo blog.
    No sábado o coordenador do LabSis, Joaquim Mendes Ferreira, juntamente com o técnico Eduardo Alexandre de Menezes visitaram a região e coletaram os dados da estação analógica TPLS, objetivando uma melhor determinação da magnitude e uma visão de conjunto do que está ocorrendo. Uma foto do sismograma do dia 21/10 segue abaixo.

Figura 1. Sismograma do dia 21para 22/10 da estação analógica TPLS, situada a aproximadamente 9 km do epicentro.

    Pela análise dos dados foi possível comprovar que a atividade teve início no dia 12/10/2011 com um tremor de magnitude 1.9 ocorrido às 17:22 UTC (14:22 h. local). Desde então foram registrados vários tremores de magnitude 2.0, tendo o maior tremor até agora atingido a magnitude 2.8, no dia de hoje às 12:38 UTC (09:38 h. local). Uma tabela contendo os tremores de magnitude acima de 2.0 é mostrada abaixo.

Tabela 1. Relação dos sismos de magnitude acima de 2.0 após o primeiro tremor (1.9).
    No momento uma  equipe do LabSis ( Eduardo Alexandre de  Menezes, Regina Pinheiro Spinelli e Neymar Pereira da Costa) estão na área instalando dois acelerógrafos, do projeto RSISNE (Petrobras/UFRN), e uma estação digital, do projeto Pool de Equipamentos Geofísicos do Brasil (Petrobras/ON), como primeira parte da instalação de uma rede local para estudo da atividade sísmica, permitindo obter epicentros e profundidades focais com precisão. Esse trabalho está sendo financiado pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Estudos Tectônicos (INCT-ET), coordenado pelo Dr. Reinhardt Fuck.
    O registro do sismo de magnitude 2.8, na estação RCBR, segue abaixo.

Figura 3. Sismo de magnitude 2.8 ocorreido hoje às 12:38 UTC (09:38 h. local).

Fonte: LabSis/UFRN; RCBR (UFRN/USGS); INCT-ET; Projeto RSISNE

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Mais um tremor de terra registrado em João Câmara RN

Hoje, às 23h12m (20h12m horário local), ocorreu mais um evento sismico em João Câmara,o mesmo foi registrado pela estação sismográfica RCBR (Riachuelo RN), teve sua magnitude preliminar calculada em 2.2.
Segue em anexo seu registro.


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Novos tremores em João Câmara em 19/10/2011.

    Hoje entre as 11 e 13 horas UTC (08 e 10 h. local) ocorreram oito microtremores (o maior de magnitude preliminar 1.9)  registrados pela estação de Riachuelo (RCBR). Sendo assim, desde o início da atual fase de ativação da falha de Samambaia, no dia 12, já foram registrados 10 eventos.
    A persistir a atividade sísmica além das estações em operação na região (RCBR e TPLS, Figura 2) outras estações deverão ser instaladas na região.
   Seguem, em anexo, o registros mostrando alguns desses eventos bem como um mapa da região.

Figura 1. Registro da estação RCBR mostrando alguns dos supracitados micro-tremores.


 Figura 2. Mapa epicentral mostrando a localização da cidade de João Câmara, do epicentro do sismo do dia 12 (em amarelo) e da localização das estações sismográficas em operação na região RCBR (Riachuelo) e TPLS (Lagoa do Serrote).

Fonte: LabSis/UFRN; RCBR(UFRN/USGS); INCT-ET

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Atividade sísmica em João Câmara hoje.

Depois de um período de muitos anos sem atividade sísmica, hoje foram registrados dois eventos em João Câmara o primeiro às 17:22 UTC (14:22 h. local) e o maior, de magnitude 2.3, às 17:31 UTC (14:31 h. local). O registro desse evento, feito pela estação de Riachuelo (RCBR), a 36 km do epicentro, segue abaixo.

Fonte: Estação RCBR (UFRN/USGS)

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

25 anos do tremor de 5.1, em João Câmara - RN

Em 30 de novembro próximo terão decorrido 25 anos do maior evento sísmico (mb=5.1) registrado em João Câmara, O evento ocorreu por volta das 3h20 na madrugada do dia 30/11/1986, provocou rachaduras em casas, queda de paredes, gerando um verdadeiro clima de pânico na população, sendo também sentido pela população de Natal.

Rememorando esse período, o Laboratório Sismológico da UFRN, a Defesa Civil Estadual - CEDEC/RN e a Prefeitura de João Câmara estarão promovendo uma audiência pública na Câmara Municipal de João Câmara nesta data. Ontem, 06/10, ocorreu reunião na prefeitura Municipal de João Câmara, com a presença do Coordenador do LabSis, Prof. Joaquim Ferreira, do Ten. Cel. BM Acioli, Coordenador Estadual de Defesa Civil CEDEC/RN e do vice-prefeito Tico Melo, para o planejamento dessa audiência pública.

Essa região tem um histórico de atividades sísmicas, e é importante que a população esteja bem informada e a Defesa Civil estruturada para promover ações preventivas e educativas de forma a minimizar os riscos inerentes a eventos dessa natureza.

Abaixo, fotos do mural da Câmara Municipal de João Câmara com matéria publicada na Tribuna do Norte do dia 1º de novembro de 1986.


Abaixo, link de matéria publicada na TN depois de evento registrado em Taipu em janeiro de 2010 e sentido pela população de Natal.

Maior tremor de terra do RN foi registrado em 1986 - http://tribunadonorte.com.br/noticia/maior-tremor-de-terra-do-rn-foi-registrado-em-1986/137371