Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

domingo, 29 de setembro de 2013

Novo tremor na cadeia meso-oceânica em 29/09/2013

    Hoje, dia 29/09, às 05:46 UTC ocorreu um tremor de magnitude 4.9 na cordilheira meso-oceânica. O epicentro do evento está localizado a aproximadamente 560 km a SW da ilha de Tristão da Cunha, a 3.050 km a SE de Cabo Frio-RJ, a 3.150 km a SE do Rio de Janeiro e a 3.280 km de Porto Alegre. 
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do tremor é representado pela estrela vermelha. 
Fonte: LabSis/UFRN; USGS
Joaquim Ferreira

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Seminário LabSis de 25/09/2013

    Amanhã, dia 25/09, às 16:30 h, no auditório do Módulo REUNI do Departamento de Geofísica, acontece o quarto seminário do LabSis, do ciclo de 2013. A palestrante será a aluna Adriane Pinheiro.

Título: ESPESSURA DA ZONA DE TRANSIÇÃO DO MANTO SOB A PROVÍNCIA BORBOREMA, NE BRASIL, ATRAVÉS DE CONVERSÕES Ps TELESSÍSMICAS

Resumo:
A zona de transição do manto está definida por duas descontinuidades sísmicas, nominalmente a 410 e 660 km de profundidade, que resultam de transformações de fase na olivina. Experimentos de alta pressão neste mineral têm mostrado que a pressão na qual a transformação de fase acontece muda com a temperatura e com seu conteúdo de Fe e/ou água; assim, a topografia dessas descontinuidades fornece informações sobre as variações laterais de temperatura e composição da zona de transição. Na Província Borborema, estudos geofísicos revelaram a existência de uma anomalia de geóide que poderia refletir a presença de uma anomalia térmica profunda. 
Neste trabalho, foram utilizadas conversões P-para-S telessísmicas registradas em 21 estações sísmicas de banda larga na Província Borborema para determinar a espessura da zona de transição e investigar se há mudanças laterais da temperatura abaixo das mesmas, para isso foi aplicado o método de função do receptor. Os resultados preliminares mostram que não existem variações significativas na espessura da zona de transição, o que sugere que as possíveis mudanças de temperatura associadas à anomalia do geóide, se corretamente postuladas, estão confinadas em profundidades acima de 410 km. A não existência de indícios de aumento da temperatura na zona de transição é também importante para o estudo de uma hipotética pluma do manto, pois se esta não atingiu a profundidade da zona de transição, então não seria uma alternativa plausível para explicar a origem do magmatismo e soerguimento no Cenozóico da Província Borborema.

Fonte: LabSis/UFRN
Adriane Pinheiro, Jordi Julià, Rodrigo Pessoa, Joaquim Ferreira

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Seminário LabSis de 18/09/2013

Hoje, às 16:30 h, no auditório do Módulo REUNI do Departamento de Geofísica, acontece o terceiro seminário do ciclo do LabSis 2013. A palestrante é Virginie D'Hour, estudante do Programa de pós graduação em Geofísica e Geodinâmica.

Título: “Effect of micro-seismic event on an intraplate setting

Resumo:
     
       This paper presents the application of coda wave interferometry (Snieder et al., 2002) and noise auto-correlation and cross-correlation in the case of an intraplate seismic sequence of events located in São Caetano, Pernambuco state, North-East of Brazil in which we report velocity changes related to a 3.7 mR event in the area. ."

Fonte: LabSis/UFRN
Virginie D'Hour, Jordi Julià, Rodrigo Pessoa, Regina Spinell.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Seminário LabSis de 11/09/2013

Hoje, às 16:30 h, no auditório do Módulo REUNI do Departamento de Geofísica, acontece o segundo seminário do do ciclo do LabSis 2013. A palestrante hoje é a aluna Rafaela Carreiro Dias.

Título: “Tomografia Sísmica do Nordeste do Brasil com Ruído Sísmico de
Ambiente.”

Resumo:
    "Ao longo da última década tem sido mostrado que informações coerentes sobre a estrutura do subsolo podem ser extraídas a partir de correlações cruzadas do ruído sísmico de ambiente. A correlação cruzada do ruído sísmico de ambiente registrado simultaneamente em dois receptores permite reconstruir a função de Green do meio de propagação entre estes dois receptores. A reconstrução da função de Green é geralmente proporcional às ondas de superfície, já que na banda do microssismo o ruído se propaga como onda Rayleigh.
      Neste contexto, no seminário serão apresentadas correlações cruzadas de registro do ruído sísmico de ambiente para diferentes pares de estações ssismográficas do Nordeste do Brasil. As correlações cruzadas mostram que o sinal emergido é dominado por ondas de superfície e que as velocidades de dispersão podem ser medidas para uma faixa de períodos entre 1 e 50 s. Estas medidas de velocidades de dispersão permitiram a elaboração de imagens tomográficas de ruído sísmico preliminares do Nordeste do Brasil. Sendo que estas tomografias preliminares obtidas permitem mapear feições estruturais existentes na região."

Fonte: LabSis/UFRN
Rafaela Carreiro Dias, Jordi Julià, Rodrigo Pessoa, Joaquim Ferreira

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Novo tremor na cadeia meso-oceânica em 10/09/2013

    Hoje, dia 10/09, às 00:35 UTC ocorreu um tremor de magnitude 5.1 na cordilheira meso-oceânica. O epicentro do evento está localizado a aproximadamente 180 km a W do evento de magnitude 6.1, ocorrido no dia 05/09, a 1.320 km a NE de Caiena, Guiana Francesa, e a 1.880 km de Belém. 
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do tremor é representado pela estrela vermelha. A estrela amarela representa a localização do evento de magnitude 6.1 ocorrido no dia 05/09.
Fonte: LabSis/UFRN; USGS
Joaquim Ferreira

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Tremor de magnitude 6.0 na cadeia meso-oceânica em 05/09/2013

    Hoje, dia 05/09, às 04:01 UTC ocorreu um tremor de magnitude 6.0 na cordilheira meso-oceânica. O epicentro do evento está localizado a aproximadamente a 1.380 km a NE d e Caiena, Guiana Francesa, e a 1.880 km de Belém. Tremores dessa magnitude ocorrem com pouca frequencia na dorsal. 
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do tremor é representado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho representa a localização da estação de Riachuelo (RCBR).
    O registro desse evento na estação RCBR é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Registro do evento na estação RCBR.
Fonte: LabSis/UFRN; USGS
Joaquim Ferreira

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Novo tremor na cadeia meso-oceânica em 03/09/2013

    Hoje, dia 0309, às 14:41 UTC ocorreu um tremor de magnitude 4.9 na cordilheira meso-oceânica. O epicentro do evento está localizado a aproximadamente a 317 km a NE da ilha de Ascenção, a  2.320 km a ESE de Fernando de Noronha e a 2.560 km a E de João Pessoa. 
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do tremor é representado pela estrela vermelha.
Fonte: LabSis/UFRN; USGS
Joaquim Ferreira

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Novo tremor na cadeia meso-oceânica em 02/09/2013

    Hoje, dia 02/09, às 03:44 UTC ocorreu um tremor de magnitude 4.9 na cordilheira meso-oceânica. O epicentro do evento está localizado a aproximadamente a 405 km a NE da ilha de Ascenção, a  2.360 km a ESE de Fernando de Noronha e a 2.620 km a E de João Pesoa. 
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do tremor é representado pela estrela vermelha.
Fonte: LabSis/UFRN; USGS
Joaquim Ferreira