Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Sismicidade na região de João Câmara.

    João Câmara, e municípios vizinhos, é uma área conhecida como de intensa atividade sísmica. No mapa da Figura 1 são mostrados os epicentros dos sismos de magnitude acima de 3.5 já ocorridos nessa região. Eventos de magnitude acima de 4.0 ocorreram nos municípios de João Câmara, Pureza, Poço Branco, Taipu e Parazinho.
    No momento a atividade sísmica está concentrada no município de João Câmara mas não está descartada a possibilidade dessa atividade migrar para outras áreas ao longo da Falha de Samambaia. Em 1986 a atividade inicial estava na região de Lagoa Rachada (município de Poço Branco), onde ocorreram os primeiros eventos de magnitude acima de 4.0, migrando postreriormente para sudoeste, ao longo da Falha de Samambaia, para a região do Matão do Tomás (conforme o mapa do IBGE, João Câmara), onde veio a ocorrer o tremor de magnitude 5.1.
    Desde o dia 24 até hoje, às 11:50 (h. local) não ocorreu nenhum evento de magnitude acima de 2.0 e  a equipe do LabSis/UFRN (Eduardo Alexandre de Menezes, Regina Pinheiro Spinelli e Neymar Pereira da Costa) está na região instalando mais 6 estações de período curto.

Figura 1. Sismos de magnitude maior ou igual a 3.5 na região de João Câmara, dados históricos (Touros e Riachuelo) e instrumentais. São indicadas as magnitudes e epicentros dos dois maiores tremores da Falha de Samambaia bem como de outros eventos de magnitude acima de 4.0 ocorridos na região. Mapa elaborado por Heleno Carlos de Lima Neto.

Fonte: LabSis/UFRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário