Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Possível queda de objetos espaciais na região de Sobral em 17/02/2012.

    Há dias atrás o Sub-tenente Marcos Costa, da Defesa Civil de Sobral, nos telefonou informando sobre um possível tremor de terra sentido em Taperuaba e Aracatiaçu, conforme relatamos anteriormente em nosso blog. Numa primeira análise não foi possível ver nada na estação de Sobral (SBBR) mas, paradoxalmente a mesma registrou um evento de magnitude 2.5 próximo a Barroquinha, conforme também informamos em nosso blog.
    Na sexta-feira pela manhã o professor Antônio Pereira, de Taperuaba, distrito de Sobral, professor de Geografia, nos telefonou. Em conversa com Regina Spinelli (engenheira) narrou que no dia 17, por volta das 8:00 da manhã, viu um objeto (meteorito?) entrando na atmosfera em ângulo baixo e, após a queda sentiu o chão tremer. Isso foi sentido também por outras pessoas em Taperuaba e Aracatiaçu. Segundo ainda o professor Antônio Pereira esse fenômeno também teria ocorrido a 54 km de Taperuaba e em Irauçuba.
    Foi feita então uma busca nos registros da estação de Morrinhos (NBMO) e, para nossa surpresa, há um registro de um evento às 10:49 UTC (07:49 hora local). Não foi possível ver com clareza a onda P não permitindo saber a que distância e a que direção esse evento ocorreu, em relação à estação.  O registro é mostrado na figura abaixo.

Figura 1. Registro de possível evento por volta das 07:49, hora local.
    Esses fatos, juntamente com as informações do noticioso da Globo (Jornal Hoje), ainda na sexta-feira, de que objetos possívelmente de origem espacial tinham caído no Maranhão nos fez pensar de que o mesmo pudesse ter ocorrido no Ceará. O técnico Eduardo Alexandre entrou em contato com Marcos Costa, e posteriormente com o radiamador Célio Cavalcanti, de Forquilha, colocando-os a par dessa posssibilidade.  No momento eles estão tentando localizar os fragmentos. Assim que tivermos mais informações elas serão repassadas.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE
Editor: Joaquim Mendes Ferreira. Colaboradores: Eduardo Alexandre de Menezes e Regina Spinelli

Nenhum comentário:

Postar um comentário