Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Seminário LabSis de 13/11/2014

    Hoje, quinta-feira, dia 13/11, às 15:30 h, no auditório do Módulo REUNI do Departamento de Geofísica, acontece o décimo seminário do LabSis, do ciclo de 2014. O palestrante será o mestrando Odmaksuel Dantas. 

Título:  Determinação de Estrutura de Subsuperfície num Campo de Petróleo Utilizando Ruído Sísmico Ambiente

Resumo:


    Para explorar reservatórios não convencionais como o shale-gas, com baixa permeabilidade, ou melhorar a produção de campos ditos maduros, o uso do fraturamento hidráulico para estimulação do reservatório tem crescido a cada ano na indústria do petróleo. Devido à injeção de fluidos pelo processo, ocorrem mudanças físicas no reservatório que precisam ser monitoradas para melhorar os procedimentos de campo e então maximizar a produção. O monitoramento microssísmico provou ser uma ferramenta bastante valiosa para compreender os processos subterrâneos causados pela utilização do fraturamento hidráulico (Warpinski H., 2009). 


    Por sua vez, os registros microssísmicos obtidos pelo monitoramento, necessitam de técnicas especiais e sofisticadas de análise e processamento, que permitam extrair o máximo de informação possível sobre a zona afetada no reservatório. A Interferometria de ruído ambiente (ANSI) tem sido proposta para análise de registros ruidosos e pode ajudar no caso. A técnica consiste em extrair a função de Green, ou seja, em realizar a correlação cruzada de pares de registros de receptores de ruído sísmico simulando um par fonte-receptor virtual (redatum trace) (Schuster, 2009) para medir o grau de similaridade entre dois registros. Suas vantagens são o fato de ser uma técnica não-invasiva e de não necessitar de uma fonte conhecida, além do baixo custo relativo. Em particular, no monitoramento das operações de hidrofraturamento, as diversas fontes de ruído (bomba, tráfego de pessoas e veículos) dificultam a visualização nos registros dos sinais gerados pela fonte sísmica. A Interferometria é utilizada para extrair a parte coerente do registro ruidoso associada com uma fonte pontual como um microssismo (Eisner et al., 2008). Dessa forma, utilizando-se o “ruído” sísmico ambiente podem-se determinar as estruturas e as velocidades da subsuperfície num campo de petróleo.
    Nesta palestra será apresentado o plano de trabalho do palestrante, abordando a técnica de Interferometria sísmica.


Fonte: LabSis/UFRN
Odmaksuel Dantas, Jordi Julià, Rodrigo Pessoa, Joaquim Ferreira

Um comentário:

  1. Gostaria que o Labsis divulgasse informações a respeito dos últimos abalos registrados próximo a Sobral e que teriam causado ranhuras em casas no município de Coreaú

    ResponderExcluir