Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Intensa atividade sísmica na cordilheira meso-oceânica em 20 e 21/02/2016

    Nos dias 20 e 21/02 ocorreu uma intensa atividade sísmica na cordilheira meso-oceânica. Entre as 12:48 UTC, do dia 20, e as 02:26 UTC, do dia 21, o USGS registrou 10 eventos sísmicos sendo que 09 ocorreram bem próximos uns dos outros, num cluster. Um evento isolado, de magnitude 4.9. ocorreu a NW do cluster de eventos.
     O evento isolado, de magnitude 4.9, ocorreu no dia 21 às 01:04 UTC a  aproximadamente 1.218 km a N de Acaraú, a 1.275 km a NW de São Pedro e São Paulo e a 1.305 km a N de Fortaleza. evento principal, de magnitude 5.3, ocorreu no dia 21 às 01:26 UTC a  aproximadamente 550 km a NW de São Pedro e São Paulo, a 946 km a N de Fernando de Noronha, a 1.095 km a NNE de Natal e a 1.142 km a NE de Fortaleza. 
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1. 


Figura 1. Mapa de localização epicentral. O evento de maior magnitude (5.3) está representado pela estrela vermelha. O evento isolado, de magnitude 4.9, está representado pela estrela amarela.
    O detalhe da distribuição dos epicentros é mostrado na Figura 2.


Figura 2. Mapa de detalhe da distribuição epicentral. Em amarelo, o cluster de 9 eventos. Em azul claro, o evento isolado de magnitude 4.9.
    O registro desses eventos na estação de Riachuelo (RCBR) é mostrado na Figura 3.


Figura 3. Registro de 24 h da estação RCBR. O evento de maior magnitude (5.3) está dentro do retângulo vermelho. O evento isolado, de magnitude 4.9, está dentro do retângulo amarelo. No retângulo verde estão vários dos eventos do cluster.
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes

Um comentário:

  1. Por gentileza me tire uma dúvida
    Esses sismos em São Caetano e Caruaru e região, tem alguma influência com os sismos na cordilheira meso oceânica em Fernando de Noronha?
    Já que os sismos tem sido alto de 4.9 ou 5.3
    E estão no mesmo Estado de Pernambuco, pode nos trazer preocupação?
    Nos mantenham informados por favor.

    ResponderExcluir