Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Atividade sísmica na Barragem do Açu - novas informações

    Conforme noticiamos anteriormente , a estação de Riachuelo (RCBR) registrou um evento na área do reservatório do Açu. Na mesma postagem, foi ressaltado que a estação mais próxima do epicentro era a estação de Paraú (NBPA; rede RSISNE-Petrobras/UFRN/FUNPEC).
    Na semana passada, foi feita uma coleta dos dados da estação NBPA e uma visita à região a fim de verificar possíveis locais para a instalação de uma rede sismográfica local. O objetivo dessa rede é localizar os hipocentros com precisão, bem como determinar o mecanismo focal, o que permitirá a discussão da possível correlação entre a sismicidade e feições geológicas locais.
    O registro do evento do dia 18/06 pela estação NBPA é mostrado na Figura 1. Um mapa mostrando as localizações dos epicentros determinados por RCBR e NBPA é mostrado na Figura 2.
 
Figura 1. Registro do evento do dia 18/06 pela estação NBPA.

Figura 2. Mapa de localização epicentral. A estrela amarela indica o epicentro localizado por RCBR. A estrela vermelha indica o epicentro localizado pela estação NBPA, denotada pelo triângulo vermelho.
     Como se pode notar, as determinações epicentrais de RCBR e NBPA são bastante próximas e não diferem em mais de 2 km, embora RCBR esteja a 116 km  e NBPA a apenas 22 km da área epicentral.
    Para nossa surpresa, ao visitar a região, o técnico Eduardo Menezes ficou sabendo da população, ao sul de São Rafael, que ela havia sentido dois tremores seguidos. Sendo assim, a magnitude preliminar determinada (1.3) pode estar sub-avaliada.
    Os efeitos dos tremores relatados pela população foram de que ouviram dois estrondos seguidos a cerca de 20 dias atrás, nas localidades de Estreito e Fechado, conforme informações dos senhores José Matias e José Cledinaldo, respectivamente. Alguns só escutaram um estrondo.
    Mais ao sul, não foram sentidos os estrondos, mas há descrições do fenômeno do aparecimento de luzes no céu (bolas de fogo que se movimentam no ar, denominadas de relâmpagos de bola). Esse fenômeno já foi observado em diversas localidades do Nordeste associados a tremores de terra como na Serra dos Macacos em 1968, na fronteira do Rio Grande do Norte e Ceará; em Uirauna-PB (1988) e Sobral-CE (2011). Os relâmpagos de bola são também relacionados com eventos atmosférios mas ainda não se tem uma explicação definitiva (ver link ).
    Nas próximas semanas, pretende-se instalar uma rede sismográfica na região, dentro do projeto do INCT de Estudos Tectônicos, com estações do Pool Brasileiro de Equipamentos Geofísicos (PegBR; ON/Petrobras).

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira; Eduardo Menezes; Heleno Lima Neto; Rodrigo Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário