Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Defesa de tese de Paulo Henrique Oliveira


DISCENTE: PAULO HENRIQUE SOUSA DE OLIVEIRA
DATA: 30/01/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Módulo REUNI do Departamento de Geofísica.
TÍTULO:

 SISMICIDADE E ESFORÇOS NA REGIÃO NOROESTE DO CEARÁ.


PALAVRAS-CHAVES:

sismicidade intraplaca, hipocentros, mecanismos focais, Lineamento Transbrasiliano, esforço intraplaca.


GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Geociências
RESUMO:

A região noroeste do estado do Ceará é uma das principais regiões com sismicidade ativa dentro da Província Borborema. Há relatos de um abalo sísmico ocorrido em 1810, na cidade de Granja. A partir de janeiro de 2008, a atividade sísmica na região aumentou consideravelmente e foi instalada uma rede sismográfica com 11 estações digitais na serra da Meruoca. Em 2009, outra sequência de abalos sísmicos iniciou-se e outra rede foi instalada na cidade de Santana do Acaraú, com até 6 estações digitais. Os resultados mostrados nessa tese foram obtidos através da análise dos dados registrados nessas duas redes, principalmente.
As áreas epicentrais estão localizadas nas proximidades da parte nordeste do Lineamento Transbrasiliano, uma zona de cisalhamento com trend NE-SW que corta a região de estudo. Identificamos zonas sísmicas com hipocentros localizados entre 1km e 8km. Os mecanismos focais encontrados foram do tipo transcorrente, predominante na Província Borborema.
Foi realizada uma integração entre dados sismológicos, geológicos e geofísicos (aeromagnéticos) e mostramos que as falhas sismogênicas encontradas estão orientadas na mesma direção das estruturas frágeis locais observadas em campo e de lineamentos magnéticos.
A direção do  SHmax (esforço máximo) na região foi estimada usando uma inversão de sete mecanismos focais espalhados pela região e usamos as direções dos falhamentos sismogênicos. O esforço horizontal possui máxima compressão (σ1=300°) com orientação NW – SE e extensão (σ3=210°) com direção NE – SW e σ2 vertical. Esses resultados estão de acordo com resultados de estudos anteriores, mas foi usado um número maior de mecanismos focais.
A atividade sísmica registrada na área de estudo não está relacionada com uma possível reativação do Lineamento Transbrasiliano, até o momento.


MEMBROS DA BANCA: 
Presidente - 346467 - JOAQUIM MENDES FERREIRA
Interno - 1315614 - DAVID LOPES DE CASTRO
Interno - 1863578 - JORDI JULIA CASAS
Externo à Instituição - LUCAS VIEIRA BARROS - UnB
Externo à Instituição - MARCELO PERES ROCHA - UnB

Fonte: PPGG/UFRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário