Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

sexta-feira, 13 de março de 2015

Tremor no oceano fora da cordilheira meso-oceânica em 11/03/2015

    No dia 11/03, às 01:13, foi registrado um evento em diversas estações operadas pela UFRN (RCBR e rede RSISNE). Esse evento não aparece nem nas listas do USGS nem do EMSC. O epicentro e a magnitude do mesmo foram calculados pela USP utilizando diversas estações da Rede Sismográfica Brasileira, que engloba estações operadas pela USP, ON, UnB e UFRN. 
    O evento em tela ocorreu entre a dorsal e o litoral do NE do Brasil. O epicentro está localizado a aproximadamente 608 km a NW de Fernando de Noronha, 612 km a W de São Pedro e São Paulo, a 670 km a NE de Fortaleza e a 760 km a N de Natal.
    O mapa de localização epicentral é mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do sismo está simbolizado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR). Os triângulos azuis indicam a localização das estações da rede RSISNE mais próximas do epicentro.
    O registro desse evento na estação RCBR é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma de 24h da estação RCBR. O registro do evento está dentro do retângulo vermelho. Acima do evento está registrado o sismo da Colômbia de magnitude 6.2.
    Este evento mostra a importância da rede RSISNE não só no monitoramento da atividade sísmica em terra mas também no oceano. Sem a rede esse evento poderia ser percebido, como foi em RCBR, mas não seria possível determinar seus parâmetros (epicentro e magnitude).

Fonte: LabSis/UFRN, USGS, USP
Joaquim Ferreira, Guilherme Sampaio, Eduardo Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário