Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Estação permanente de Caruaru (NBCA) com link de internet.

    Devido a problemas técnicos, só ontem foi possível colocar a estação permanente de Caruaru, de código NBCA, em contato direto com o LabSis/UFRN. A estação faz parte da Rede Sismográfica do Nordeste (RSISNE; Petrobras/UFRN/FUNPEC).
    A foto da estação é mostrada na Figura 1.

Figura 1. Estação NBCA (Caruaru-PE). À direita, os abrigos de instalação dos sensores: sismômetro (abrigo grande); acelerômetro (abrigo pequeno). À esquerda, o abrigo do registrador, com o painel solar acima. Ao centro, o técnico Eduardo Menezes.
    O mapa de localização da estação em relação às principais áreas sísmicas da região de Caruaru pode ser visto na Figura 2.

Figura 2. Mapa de localização da estação NBCA e epicentros dos principais sismos na região (símbolo redondo, em vermelho). Os triângulos denotam o local das estações sismográficas em operação na região: CA16 (amarelo, analógica, INCT-ET), CAVA (azul, período curto, INCT-ET) e NBCA (vermelho, BB, RSISNE). Mapa elaborado por Heleno Lima Neto.

    Como se pode ver na Figura 2, a estação NBCA está estrategicamente instalada em relação às principais áreas sísmicas mapeadas na região. Os eventos de 1967 (Epic1967,  Figura 2) e 1984 (Epic1984,  Figura 2) foram determinados através de dados macrossísmicos, sendo os erros estimados em 10 km (1967) e 5 km (1984), respectivamente. Os demais epicentros foram determinados instrumentalmente por redes de estações instaladas na região em 1991 (Ferreira e outros, 1998), 2002 (Ferreira e outros, 2008), 2007 (Lima Neto e outros, 2009) e 2010 (Lima Neto e outros, 2011) ou pela estação CAVA (Epic2012, Figura 2). O evento de maior magnitude até agora ocorrido na região (e  também em Pernambuco) foi o de São Caetano, em 20 de maio de 2006 (Epic2006, Figura 2), tendo atingido a magnitude 4.0.
    A primeira campanha realizada pela UFRN na região foi a de 1984, de levantamento macrossísmico em colaboração com a CHESF, foi feita após a ocorrência de um tremor de magnitude 3.8. no dia 08 de novembro. Nessa ocasião foram também feitos os primeiros esclarecimentos à população sobre o que estava ocorrendo, seja diretamente ou seja  através da Rádio Liberdade. 
    As campanhas de 1991 e 2002 (esta última com o apoio da Prefeitura de Caruaru) permitiram estabelecer, de maneira inequívoca, a reativação do Lineamento Pernambuco (Ferreira e outros, 2008). A correlação entre feições geológicas mapeadas e sismos é discutida, de uma maneira geral, para o Nordeste, no trabalho de Bezerra e outros (2011).  Um mapa geológico de detalhe da região de Caruaru é mostrado na Figura 3, abaixo.

Figura 3. Sismicidade e geologia em Caruaru. Os epicentros dos tremores de 1967, 1984 e 2012 são simbolizados por pequenos círculos (lilás, rosa e amarelo, respectivamente). Os epicentros das campanhas de 1991 e 2002 são representados por pequenos círculos verdes e azuis, respectivamente. A faixa cinza corresponde ao Lineamento Pernambuco. Mapa modificado de Ferreira e outros (2008) por Maria Osvalneide Sousa.
    Como é possível visualizar na figura acima, a atividade de 1991 está diretamente ligada ao Lineamento Pernambuco, enquanto que a atividade de 2002 está correlacionada a uma zona de cisalhamento ao norte do Lineamento Pernambuco. O evento de 2012 (18/03) não ocorreu em nenhuma das áreas sísmicas mapeadas pelas campanhas de 1991 e 2002, o que possibilita dizer que uma nova área sísmica, ainda não conhecida, está ativa na região.

Fonte: LabSis/UFRN, RSISNE, INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Maria Osvalneide Sousa, Heleno Lima Neto, Rodrigo Pessoa
Referências: 
Bezerra, F. H.R. ; do Nascimento, A. F. ; Ferreira, J. M. ; Nogueira, F. C. ; Fuck, R. A. ; Neves, B. B. Brito ; Sousa, M. O.L. .  2011. Review of active faults in the Borborema Province, Intraplate South America Integration of seismological and paleoseismological data. Tectonophysics (Amsterdam), v. 510, p. 269-290, 2011. 
Ferreira, J.M., Oliveira, R.T., Takeya, M.K. & Assumpção, M. 1998. Superposition of local and regional stress in northeast Brazil: evidence from focal mechanism around the Potiguar marginal basin. Geophys. J. Int., 134: 341-355.
Ferreira, J.M., Bezerra, F.H.R., Souza, M.O.L., do Nascimento, A.F., Martins Sá, J., França, G.S. 2008. The role of precambrian mylonitic na present day stress field in the coseismic reactivation of the Pernambuco Lineament, Brazil. Tectonophysics. 456:11-126.
Lima Neto, H.C., Ferreira, J.M., Nascimento, A.F. & Bezerra, H.R., 2009. Estudo da atividade sísmica em São Caetano-PE em 2007, in: 11th International Congress of the Brazilian Geophysical Society, Salvador, Extended Abstract, 6 pp.
Lima Neto, H. C. ; Ferreira, J. M. ; do Nascimento, A. F. ; Assumpção, M. ; Bezerra, F. H. R. ; Menezes, E. A. S. . Uma nova área sísmica em São Caetano - PE e sua correlação com o Lineamento Pernambuco. In: 12 th International Congress of the Brazilian Geophysical Society & EXPOGEF, 2011. Abstract, 5 pp.

2 comentários:

  1. Bom Dia!

    Alguma estação registrou ontem (15) mais ou menos 15 horas, algum tremor de terra em Pedra Preta - RN?

    ResponderExcluir
  2. Caro Rodrigo,

    você tem razão. Ontem a estação de Riachuelo registrou esse evento às 18:04 UTC (15:04) hora local. Estamos preparando uma matéria sobre isso para colocar no blog.

    Atenciosamente,

    Joaquim Ferreira
    Coordenador do LabSis/UFRN

    ResponderExcluir